Projeto Redes Corporativas realiza 3ª Oficina de Responsabilidade Social em São Paulo

photo4

Para fechar o ciclo de encontros com as empresas de São Paulo, a Terra dos Homens realizou a 3ª Oficina de Responsabilidade Social da Campanha contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no último dia 3 de abril, no hotel Radisson Faria Lima, na capital paulista. O objetivo é que após os três encontros as empresas estejam aptas a elaborar o seu próprio Plano de Ação, com base no que foi construído com o grupo.

Mais uma vez, o grupo presente revisou o Plano de Ação das empresas da região para melhor adaptá-lo à realidade de cada um. E, para torná-lo ainda mais completo, foram pensadas metas para as ações previstas com os seus respectivos indicadores, uma construção coletiva e muito participativa com os representantes das empresas.

Além disso, as empresas já foram convidadas para o Seminário de encerramento no projeto no Rio de Janeiro, onde os planos serão apresentados à SDH. Todos também foram lembrados que a Campanha continua. As empresas ainda foram convidadas a participar da 4ª Edição do Prêmio Neide Castanha de Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes, que tem inscrições abertas até 22 de abril.

Vera Souza e Valéria Brahim também apresentaram o Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, revisado e atualizado em maio de 2013. Um dos pontos mais importantes desta revisão foi a inclusão da Responsabilidade Social, especificamente no eixo da prevenção.

Agradecemos à Atlântica Hotels pelo espaço cedido para realização do encontro.

Projeto Redes Corporativas realiza oficina sobre responsabilidade social contra a exploração sexual de crianças e adolescentes

photo2

Na terça-feira, 1º de abril, ocorreu no espaço de treinamento Bem-Te-Vi da Eletrobras Eletronorte, a terceira e última oficina de Responsabilidade Social das empresas signatárias da campanha contra a exploração sexual de crianças e adolescentes das regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sul.

O projeto Redes Corporativas é uma parceria da organização não governamental Associação Terra dos Homens com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, o Conanda. O projeto visa reunir 150 empresas que aderiram à campanha para a troca de experiências relativas ao tema e também a construção de um plano de ação para que as corporações possam trabalhar o tema ‘enfrentamento da exploração sexual’. Participaram representantes das empresas: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Conselho Nacional do Sesi, Itaipu, Banco do Nordeste e Eletrobras Eletronorte.

A Associação Brasileira Terra dos Homens é uma organização sem fins lucrativos fundada por Claudia Cabral, psicóloga atuante na área social desde 1977 e sensibilizada com o número de crianças afastadas de suas famílias, vivendo em abrigos.

De acordo com a gerente de programas sociais da ONG, a psicóloga Valéria Brahim, a ideia é mudar a cultura das pessoas. Ela menciona a última pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o IPEA, que aponta a mulher como a principal responsável pela violência sexual: “É uma questão cultural, precisamos ir até esses homens e mulheres, até porque 66% que responderam a pesquisa eram mulheres, e questioná-los, sensibilizá-los sobre esse lugar da mulher e a proteção da criança”.

A coordenadora do projeto Redes Corporativas, Vera de Souza, afirma que o respeito é parte crucial nessa questão. Ela acredita que independente da forma de se portar ou se vestir, ninguém tem o direito de constranger o outro: “Cada pessoa deve saber até que ponto o respeito é importante nas relações, isso é cultural, a gente vê isso mais forte no interior do País onde, apesar de meninos e meninas sofrerem abusos, o número de meninas vítimas é maior”.

Valéria fala do contexto histórico envolvendo essa temática, onde desde o início da colonização brasileira, mulheres, crianças e negros não tinham valor. Na opinião da psicóloga, a situação continua a mesma: “Temos lutado e militado a favor dessas minorias, mas é uma mudança de mentalidade na educação dos filhos. Por exemplo, a menina tem uma boneca, já os meninos têm toda a liberdade com a bola. Então, as meninas já crescem com a perspectiva de serem mães, e por que o menino não pode cuidar das bonecas para aprender a ser pai? É preciso mudar a mentalidade”.

No início do projeto, Vera conta que as corporações se questionavam sobre a importância do combate a esse tipo de exploração, já que na ‘sua’ empresa não existia esse tipo de violência, mas, segundo ela, a questão é trabalhar essa temática como forma de conscientização e sensibilização tanto do cliente interno como externo. A coordenadora do projeto cita o exemplo de uma rede de supermercados no Rio de Janeiro que colocou nas suas sacolas a seguinte frase: ‘Proteja a criança, exploração sexual é crime, disque 100’. Com o objetivo de divulgar as boas práticas das empresas, a ONG Terra dos Homens pretende lançar uma publicação durante o seminário final que vai acontecer em maio na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro – Firjan.

Dia 18 de maio é o dia nacional de combate à violência sexual e todas as empresas estão convidadas a elaborarem ações específicas para este dia. Mais informações sobre o projeto Redes Corporativas podem ser obtidas em: http://www.empresascontraexploracao.com.br.

Agência Eletronorte, por Maria Letícia

Edição: Érica Neiva

Inscrições abertas para o Prêmio Neide Castanha

cartaz_premio neide castanha

Do dia 18 de março a 22 de abril, estão abertas as inscrições para a 4a edição do Prêmio Neide Castanha de Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes. O prêmio é destinado para pessoas físicas ou jurídicas que mereçam destaque, pela atuação na promoção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes.

O Prêmio é uma produção do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, em parceria com Comissão Intersetorial de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes e uma homenagem a Neide Castanha, referência na luta
contra a violência que as crianças e adolescentes são submetidas no Brasil.

As modalidades de premiação são:

  1. Boas práticas, atuação articulada de programas ou projetos de qualquer instituição no enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes;
  2. Cidadania, pessoas que se destaquem por suas ações no enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes;
  3. Produção de conhecimento, qualquer instituição ou pessoa que tenha produzido pesquisas que contribuam para o enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes;
  4. Protagonismo de crianças e adolescentes, projetos variáveis no enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes; e
  5. Responsabilidade social, empresas comprometidas com os direitos de crianças e adolescentes no enfrentamento da violência sexual.

A cerimônia do Prêmio Neide Castanha será realizada no dia 18 de maio – Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

No próximo dia 3 de abril será realizada a 3ª Oficina de Responsabilidade Social em São Paulo

3ª Oficina de Responsabilidade Social do Sul Fluminense

photo1

Para fechar o ciclo de encontros com as empresas do Sul Fluminense, a Terra dos Homens realizou a 3ª Oficina de Responsabilidade Social da Campanha contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no último dia 21 de março na sede da Firjan, em Volta Redonda. O objetivo é que após os três encontros as empresas estejam aptas a elaborar o seu próprio Plano de Ação, com base no que foi construído com o grupo.

Mais uma vez, o grupo presente revisou o Plano de Ação das empresas da região para melhor adaptá-lo à realidade de cada um. E, para torná-lo ainda mais completo, foram pensadas metas para as ações previstas com os seus respectivos indicadores, uma construção coletiva e muito participativa com os representantes das empresas.

Além disso, as empresas já foram convidadas para o Seminário de encerramento no projeto no Rio de Janeiro, onde os planos serão apresentados à SDH. Todos também foram lembrados que a Campanha continua. As empresas ainda foram convidadas a participar da 4ª Edição do Prêmio Neide Castanha de Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes, que tem inscrições abertas até 22 de abril.

Vera Souza e Valéria Brahim também apresentaram o Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, revisado e atualizado em maio de 2013. Um dos pontos mais importantes desta revisão foi a inclusão da Responsabilidade Social, especificamente no eixo da prevenção. Além disso, foram também apresentados dados sobre a gravidade da questão da violência sexual contra crianças e adolescentes no Brasil.

 

 

 

Contato

Campanha de Enfrentamento da Exploração
Sexual de Crianças e Adolescentes.

E-mail: contato@empresascontraexploracao.com.br

Copyright Empresas Contra Exploração - Campanha Contra Exploração de Crianças e Adolescentes - Powered by WordPress | Editado por: fplevi